Central de atendimento ao cliente: Rio de Janeiro: 0800 722 0036 | Demais localidades: 3004 5080

Tapetes: dicas para usá-los na decoração

Tapetes: dicas para usá-los na decoração

Decorar qualquer cômodo de casa com tapetes não precisa ser nenhum desafio se você seguir algumas dicas básicas. Ótimos para a sala, eles funcionam bem em outros ambientes como quartos e escritórios. Quer saber como? A gente bateu um papo com a arquiteta Vanessa Mo (@vmoarq) para desvendar alguns segredinhos que vão te ajudar a compor seus espaços com esses importantes – e estilosíssimos – acessórios decorativos. Confira!

Quais são os tapetes tendência para a temporada primavera/verão?

Com certeza são os tapetes mais abstratos, que formam desenhos que parecem obras de arte. Há espaço também para brincar com peças que tenham diferentes alturas e texturas no mesmo tapete.

Qual é a medida ideal para escolher o tapete?

O mais importante é pensar no espaço disponível e nos móveis deste espaço. O tapete serve para delimitar cada área! O ideal é que sempre embaixo do sofá o tapete entre cerca de 20 cm para dentro e, se houver um rack na frente, que vá até este móvel. Quanto ao comprimento, o tapete precisa ultrapassar o comprimento do sofá em, pelo menos, 20 cm e, caso exista uma mesa lateral, é interessante deixar o tapete embaixo dela.

Existem tapetes “certos” para diferentes ambientes?

Para escolher o material de que o tapete é feito, é preciso pensar no principal: se é para área externa ou interna, pois são feitos de materiais distintos. Para selecionar a cor predominante, também depende do estilo de decoração de seu espaço (se for mais rústico, os de fibras naturais são mais indicados, por exemplo). O bom dos tapetes é que podem ser dispostos em um corredor, sala de jantar, varanda, quartos e vários outros ambientes. O ponto de atenção são as áreas que podem ficar molhadas, mas, dependendo do material, os tapetes são super bem-vindos.

Quais as dicas para sobrepor tapetes e integrá-los ao ambiente de forma natural?

Primeiro, pense sempre nas cores. Depois, na textura de cada um. Quando as cores são parecidas, os tapetes acabam se integrando de forma mais natural, mesmo que sejam feitos de materiais distintos e tenham texturas diferentes. Por exemplo: um tapete de sisal combina super bem com outro de lã bege, ou mesmo com um de corda em cor bege ou off white. Cores da mesma família sempre vão dar esse ar integrado.

Gostou das dicas? Então confira nossa seleção especial com tapetes inspirados nas diferentes estações do ano e que vão dar um ar completamente novo aos seus ambientes!

Posts relacionados

Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades.

voltar para o topo