Central de atendimento ao cliente: Rio de Janeiro: 0800 722 0036 | Demais localidades: 3004 5080

Hora do brinde: a cerveja e seus segredos, com Renan Villela

Hora do brinde: a cerveja e seus segredos, com Renan Villela

Seja no churrasco de domingo com a família, seja no happy hour depois do expediente com os amigos, a cerveja sempre marca presença em momentos especiais. Quem ama essa bebida sabe que não é só o gostinho que conquista: é o aroma, a estética, o copo em que é servida – é um conjunto de elementos que a torna única. Mas com tantos estilos de cerveja no mercado, fica difícil escolher uma preferida, não é? É por isso que conversamos com Renan Villela, sócio da Barco Brewers, que passou algumas dicas sobre como aproveitar a sua cerveja preferida como um verdadeiro sommelier.

Antes de tudo: existem tipos de famílias de cerveja que se diferenciam pelo seu processo de fermentação e na sua levedura. Enquanto as cervejas do tipo Ale são bem mais complexas e frutadas, pois possuem alta fermentação e são produzidas em altas temperaturas, as cervejas do tipo Lager são mais secas, com maior predominância do malte e do lúpulo no sabor, possuindo baixa fermentação e sendo produzidas em baixas temperaturas. Ainda há a família Lambic, que é produzida a partir de fermentação espontânea e lembra quase um vinho espumante, e também as híbridas, que envolvem a mistura de diferentes processos.

Agora que você já sabe sobre as famílias, hora de entender os estilos. Primeiro de tudo, existe um especial? Segundo Renan Villela, “existem os estilos de cerveja mais tradicionais, que são servidos em ocasiões determinadas, e os mais curingas, que se encaixam em qualquer situação”. Aqui no Brasil, são consumidas mais Pilsens, de cor bem dourada, notável aroma de lúpulo e sabor bem mais acentuado. Dê uma olhada em outros estilos populares:

Lager

Bock: são cervejas mais avermelhadas, embora tenham versões mais claras e escuras. Apresentam aroma maltado, médio corpo e teor alcóolico superior a 6,3%.

Schwarzbier: são cervejas mais escuras por serem feitas a partir de maltes torrados. Possuem aromas de torrefação, que lembram chocolate, café e cacau. Apresentam baixo para médio corpo e de paladar seco no final.

Ale

Weizenbier ou Weissbier: cervejas de trigo típicas Bavária. Geralmente não são filtradas, mas existem as filtradas e a versão bock.

Stout: cerveja típica do Reino Unido e Irlanda. Apresenta aromas e sabores de torrefação e, dependendo da variante do estilo, pode ter baixo ou alto corpo.

Dubbel: estilo típico belga, de coloração marrom, desperta aroma frutado.

Bom, agora você já sabe mais sobre os estilos de cerveja. O que faltou? Servi-los. Sim, para cada cerveja, existe o copo certo. Segundo Renan, a escolha do copo é essencial desde a apresentação da bebida até a experiência sensorial. “Não fica legal você servir uma Weiz em um pint, ou uma Pilsen em um cálice, já que cada estilo de cerveja possui o seu copo ideal”, explica. Quer um exemplo? Geralmente, é servido apenas 70% da cerveja de trigo. O restante fica na garrafa, para que você chacoalhe – como conta Renan, essa pequena quantidade possui fermento que deixará a bebida mais cremosa.

Depois disso tudo, só faltou abrir a garrafa. Escolha um momento especial e Tim-Tim. Não é demais? <3

Posts relacionados

post title
  • Facebook
  • Twitter
  • Google +
  • Pinterest

Receita de Salgadinhos de Legumes na Fritadeira Oster

Para quem adora inovar na cozinha, uma fritadeira elétrica dispensa comentários. Além de trazer mais praticidade, possibilita receitas mais saudáveis para todos os momentos do dia. Já imaginou petiscar Salgadinhos de Legumes preparados em minutos? Hoje compartilhamos esse preparo superfácil para você inovar no lanche da tarde, incluindo alimentos mais ricos em nutrientes. Separe sua … Continued

Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades por e-mail.

voltar para o topo