Central de Atendimento ao Cliente: Rio de Janeiro 0800 722 0035 Demais Localidades 3004 5080

Sem bagunça: dicas de organização, com Lu Pelegrino

Sem bagunça: dicas de organização, com Lu Pelegrino

Sabemos como é difícil deixar tudo em ordem na correria do dia a dia, mas ninguém gosta de viver na bagunça, não é? Afinal, ter um lugar certinho para cada coisa evita que você perca tempo procurando por algo, além de deixar o ambiente mais harmônico. Para tornar essa tarefa mais fácil e trazê-la para a rotina, a personal organizer Lu Pelegrino, que esteve no workshop "Como organizar sua casa", na Camicado do Shopping Morumbi, passou algumas dicas para botar tudo no lugar.

Primeiro, você precisa saber que existe uma diferença entre “arrumar” e “organizar”, e ela está no resultado das duas ações. Segundo Lu Pelegrino, muitas pessoas ajeitam as coisas para que elas fiquem momentaneamente em algum lugar, enquanto outras se dedicam e usam métodos que solucionem o problema da desorganização. “Arrumar é o feio arrumadinho, que você só deixa as coisas acomodadas para disfarçar, enquanto a organização é uma técnica em que você usa alguns métodos para otimizar espaço e pressupor soluções que deixem as coisas em seu lugar”. Então, deixe de arrumar e comece a o-r-g-a-n-i-z-a-r.

Sabemos que alguns lugares da casa são mais difíceis que outros de manter tudo em ordem, por isso pedimos para a organizer nos contar segredinhos para deixar desde o armário até o home theater arrumado. Dá uma olhada nas dicas da Lu:

Guarda-roupa

Segundo a profissional, o lugar mais difícil de manter organizado é o quarto, principalmente quando se trata de guarda-roupa. "As pessoas têm dificuldade de manter o quarto, o closet ou o armário arrumados por não conseguirem se desfazer do que já têm. Mesmo que a gente não use uma peça de roupa, ela ainda tem muito valor emocional e por isso nem sempre queremos nos desfazer dela”, explica. Para a organizer, o ideal é se desapegar de alguns objetos antigos que já não desempenham papel tão importante e abrir espaço para arrumar o que você realmente precisa que esteja na sua rotina. Para isso, a Lu indicou que seja usada uma “padronização” no roupeiro: sempre o mesmo cabide, variando conforme o tipo de roupa - saias, casacos, blusas -; organizadores para guardar as roupas dobradas e empilhadas (não ultrapassando de 5 peças por pilha), assim você tem tudo à mão e enxerga o que precisa, sem precisar desarrumar tudo; organize por graduação de cor e categoria de produto.

Armarinho do banheiro

Por menor que seja, o armário do banheiro deve ser organizado. A dica da Lu é usar organizadores, de preferência de plástico e com tampa e que possam ser identificados. Na etiqueta, coloque a categoria do produto “sabonetes e pastas” ou “tudo para o corpo”, assim fica mais fácil de encontrar o que procura e verificar o seu estoque. 

Armário da cozinha

A ideia nos armários da cozinha é você conservar os alimentos fora das embalagens e dentro de potes - de preferência transparentes e bem fechados -, assim a organização fica melhor, o ambiente mais bonito e os ingredientes continuam frescos na hora de você preparar sua receitas. “Além de enfeitar a cozinha, fica mais prático”, explica a Lu, que também deu a dica de usar organizadores nas gavetas dos talheres pra que a bagunça não esteja em nenhum lugar da cozinha.

Escritório e home theater

Para o home theater, a Lu deu a superdica de guardar tudo em ordem alfabética, como CDs, DVDs e ordenar por categorias como filme, música e etc. No escritório/home office você pode usar pastas para manter tudo organizado. “O importante é você separar a papelada. Quando se trata de contas, principalmente, você pode separar em pastas as “pagas” e as “a pagar”, separando por categoria como telefone, luz, água, condomínio, além de usar um calendário para nunca perder as datas de vencimento - isso também é organização.

Anotado? A Lu Pelegrino esteve na Camicado do Shopping Morumbi para ensinar essas e muitas outras sugestões de organização. Segundo a organizer, o evento foi superpositivo e gerou um retorno especial. “Muitas pessoas vieram me perguntar logo após o workshop como usar objetos que compraram na Camicado, depois eu recebi uma série de fotos dessas pessoas com o resultado. Foi muito gratificante”. E para nós também, Lu.